Imprimir

Conheça os 18 projetos finalistas de prêmio de biodiversidade

Ligado . Publicado em Biodiversidade . Acessos: 1504

K7I6
Um dos projetos buscar restaurar o habitat do mico-leão-dourado. Foto :iStock

Em dezembro do ano passado, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) junto ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) lançaram o Prêmio Nacional da Biodiversidade. A ideia é reconhecer as práticas em prol da conservação da biodiversidade brasileira. Além da escolha dos jurados, os projetos foram apresentados na internet para que os internautas possam avaliar a melhor iniciativa.

As iniciativas e projetos selecionados são de ONGs, empresas, sociedade civil, órgãos públicos, imprensa e cidadãos comuns. Confira abaixo:

Conservação e manejo de butiá (Butia spp): O projeto da Embrapa realizado em áreas ameaçadas no Sul do Brasil.

Tatu Bola: Reportagem de Silvia Martinez para REDETV! sobre os dois grandes problemas enfrentados pela espécie da caatinga: a destruição do seu habitat e a caça predatória.

Gestão participativa eficiente e o Sistema de Monitoramento de Uso de Recursos: Iniciativa da Fundação Vitória Amazônica (FVA) utilizada por populações da amazônia para monitorar a biodiversidade.

Conservação do peixe-boi amazônico: O projeto é uma iniciativa do Instituto Mamirauá que, por meio de um grupo de pesquisa, tem produzido um grande volume de publicações científicas e de divulgação sobre a espécie.

Projeto Conservação e Manejo do Faveiro-de-wilson: A Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte começou este trabalho em 2003, após encontrar apenas uma dúzia de árvores desta espécie, abandonadas, no município de Paraopeba, em Minas Gerais. Aliás, o estado é o único em que a espécie pode ser encontrada.  

Preservação do caranguejo-uçá: Matéria produzida pela Revista Pesquisa Fapesp para alertar que crustáceos do litoral paulista acumulam metais pesados causadores de alterações orgânica.

Conservação do sapinho-admirável-de-barriga-vermelha: Descoberta em 2010, a espécie corre sério risco de extinção no sul da Mata Atlântica e um projeto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul luta para que reverter esse processo.

Conservando a Mata Atlântica para manter uma população viável de micos-leões-dourado: A Associação mico-leão-dourado busca salvar esta espécie e, para isso, busca a restauração de seu habitat.

Projeto Toninhas: Por meio da pesquisa e sensibilização ambiental, a iniciativa da Fundação Educacional da Região de Joinville é dar visibilidade a esta espécie pouca conhecida e muita ameaçada.

Manejo Pesqueiro do Pirarucu: Por meio da iniciativa da Operação Amazônia Nativa (OPAN), os povos indígenas Paumari passaram a se ordenarem para o uso consciente de recursos naturais.

Programa de Recuperação da Biodiversidade Marinha: Projeto da Associação MarBrasil, ele já possibilitou a criação de áreas voltadas à pesca artesanal, alternativas de renda e uso sustentável na zona costeira paranaense.

Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa: A Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental busca preservar essa espécie por meio de conhecimento científico, de ações de manejo e da sensibilização da sociedade.

Efeitos da adoção de técnicas agroecológicas sobre a biodiversidade faunística em cana-de-açúcar: Por meio do “Projeto Cana Verde”, a Usina São Francisco alcançou diversos resultados econômicos e socioambientais positivos. Já foram encontradas, por exemplo, mais de 330 espécies de vertebrados em suas fazendas: uma biodiversidade 23 vezes superior à encontrada em canaviais da mesma região.

Programa de Conservação do Mico-leão-preto: Realizado pelo IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas), o projeto tirou a espécie da categoria criticamente ameaçado para ameaçado, ainda foi eleito patrimônio ambiental de São Paulo.

Programa de Valorização do Jaborandi: A Anidro do Brasil Extrações é responsável pelas ações de conservação da biodiversidade e estímulo à geração de renda em comunidades extrativistas de jaborandi no norte e nordeste do Brasil.

Sistema de Informação em Saúde Silvestre SISS-Geo: Criado pela Fundação Oswaldo Cruzma, a ferramenta usa aparelhos móveis e web para unir pessoas à conservação de espécies.

Manejo e conservação de habitats de espécies de peixes anuais encontrados no entorno das obras de duplicação da BR-392: Realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), o projeto visa compensar o impacto das obras no trecho que liga o município de Pelotas a Rio Grande (RS) causado a quatro espécies de peixes.

Boto: Da lenda à ciência, o encanto do príncipe das águas: O jornalista Orlando Pedrosa é o responsável pela matéria sobre bototerapia, técnicas de fisioterapia com a interação com os botos cor-de-rosa, para a TV Amazonas.

Os vídeos mostram um pouco do que são as iniciativas, assista e vote aqui no seu preferido.

Redação CicloVivo

ALERJ

DMC Firewall is a Joomla Security extension!